Autoliderança – Lidere A Si Mesmo Antes De Liderar Outras Pessoas

“Dominar os outros é força. Dominar a si mesmo é o verdadeiro poder”.

Lao Tzu.

Desde a crise econômica de 2008/9, os escândalos financeiros de grandes empresas globais e conglomerados financeiros, passando pela crise social, política e econômica brasileira atual, pode-se verificar que a confiança na qualidade moral e ética dos líderes que dirigem as organizações privadas e instituições públicas caiu assustadoramente. Uma das conclusões a que chegamos é que nós não temos a liderança necessária para lidar com um mundo complexo, em que os interesses dos diferentes grupos, organizações e países se chocam mutuamente. O resultado é este que estamos observando – caos econômico, político, social e principalmente de valores.

Essa crise fez ressurgir o interesse em compreender e desenvolver as qualidades essenciais do líder, especialmente a sua capacidade de manter o equilíbrio emocional em situações desafiadoras, apoiar o desenvolvimento de suas equipes e empresas, criar um clima de confiança e uma visão inspiradora, estabelecer formas de cooperação mutuamente benéficas e criar um futuro sustentável para suas organizações, instituições e toda a humanidade.

O primeiro passo para desenvolver essas qualidades é a Autoliderança. Esta pode ser definida como a capacidade de gerenciar de forma intencional os pensamentos, sentimentos e comportamentos, para poder alcançar os objetivos de crescimento pessoal e profissionais. Algumas das capacidades que são desenvolvidas na Autoliderança são:

  • Autoconsciência – desenvolver o observador interno para aumentar a consciência de seus padrões interiores, tais como pensamentos, sentimentos e reações;
  • Automotivação – compreender o que lhe motiva na vida e no trabalho, e ser capaz de alinhar as suas ações, atitudes e comportamentos com estas motivações;
  • Objetivos significativos – estabelecer metas e objetivos significativos, que tenham efeitos no médio e longo-prazo, e que estejam alinhados com a sua missão ou propósito;
  • Diálogo interior positivo – a partir da autoconsciência, saber diferenciar entre “conversas interiores” produtivas e não produtivas, e aprender a transformar as não produtivas (que criam entropia pessoal) para criar alinhamento interno e clareza de direção (visão);
  • Comunicação assertiva – usar a comunicação de forma consciente e eficaz para expressar claramente o seu posicionamento diante das situações. Isso inclui aprender a dizer “sim” quando a ação ou comportamento estiver alinhado com seus valores, e “não” quando isso não ocorrer.

Desenvolver essas qualidades permite ao líder equilibrar os seus interesses com os interesses dos outros, equilibrar o interesse próprio com o bem comum, desafiar construtivamente a forma como as organizações funcionam, perseverar nos momentos difíceis e assumir riscos para sustentar a missão ou propósito da organização.

É verdade que o desenvolvimento da Autoliderança precisa nascer de uma vontade do líder em se conhecer e desenvolver, na medida em que ele ganha consciência dos benefícios desta decisão. Por outro lado, temos observado que as empresas mais avançadas em seus modelos de gestão e de maior sucesso, estão criando ambientes inovadores de desenvolvimento para seus líderes, nos quais a Autoliderança tem um papel cada vez mais importante.

O Objetivo do Programa de Autoliderança

A Autoliderança não se conquista num final de semana, participando de um treinamento ou workshop corporativo – ela é o resultado de uma jornada de vida consciente. É um processo contínuo que requer comprometimento constante, pois existem muitos níveis de medos, receios e resistências que precisam ser gerenciados, dominados e liberados para que você possa se tornar um líder autêntico. E em relação ao seu propósito ou missão, existem sempre novas questões a serem descobertas, na medida em que você se defronta com desafios e oportunidades para expressar quem você realmente é.

O objetivo do programa de Autoliderança é:

  • Fornecer um “mapa do território” para a compreensão da sua jornada de evolução pessoal – para isso utilizamos o modelo dos Sete Níveis de Consciência e os instrumentos que medem a sua evolução a partir deste modelo;
  • Ensinar as habilidades e capacidades necessárias para que você gerencie cada estágio da jornada e aprenda a “navegar através do território”;
  • Permitir que você utilize o feedback das outras pessoas da melhor forma possível, e consiga melhorar o seu desempenho aprendendo a se libertar dos obstáculos e desafios que encontra durante o seu caminho de evolução.

Se você quer melhorar a sua relação consigo mesmo e com os outros, reduzindo a sua entropia e desenvolvendo as capacidades do domínio pessoal, e descobrir o seu propósito ou paixão profissional, o programa de Autoliderança irá atender as suas expectativas. Lembre-se que a maioria das pessoas escolhe suas carreiras numa idade em que ainda estão buscando satisfazer suas necessidades básicas (sobrevivência, relacionamento e autoestima), ou necessidades do ego. Isso é normal, pois na adolescência e início da vida adulta o ego domina a nossa consciência. Apenas mais tarde, quando o líder já alcançou uma posição sênior numa organização, é que ele começará a compreender que talvez a profissão ou área de trabalho que escolheu na juventude não esteja alinhada com suas paixões, talentos e propósito. Isso pode gerar uma crise que, se bem gerenciada, abre novos caminhos que permite experimentar níveis mais altos de autorealização.

O Programa de Autoliderança

O programa de Autoliderança, com base na metodologia do Novo Paradigma da Liderança criado por Richard Barrett, está baseado em seis etapas:

  • Minha Jornada de Autoliderança – explora o passado e o presente – aonde você esteve e aonde você está agora;
  • Meu Potencial – explora as possibilidades de futuro – quem você pode se tornar e para onde você quer ir;
  • Meus Desafios – explora a realidade do seu momento atual, e os desafios que você precisa vencer;
  • Meu Domínio Pessoal – explora como você gerencia a sua realidade diária e atinge os resultados que você precisa alcançar, para chegar aonde você quer chegar;
  • Minha Evolução – explora o seu progresso evolutivo – a mensuração de seus últimos feedbacks/ desempenho e seus comprometimentos, para continuar a crescer e aprender;
  • Meu Auto-coaching – apoia o seu progresso evolutivo através da identificação do tipo de coaching que você necessita.

Abaixo, descrevemos os três estágios do desenvolvimento da Autoliderança (Domínio Pessoal, Coesão Interna e Coesão Externa), e como eles se relacionam aos Sete Níveis de Consciência Pessoal, que formam o “pano de fundo” do treinamento de Autoliderança.

Estágios de Evolução Níveis de Consciência Descrição
Coesão Externa 7. Servir Devotar a sua vida ao serviço desinteressado na busca de suas paixões ou propósito e sua visão
6. Fazer Diferença Atualizar o seu senso de propósito através da cooperação com outros para benefício e realização mútua
Coesão Interna 5. Coesão Interna Encontrar significado em sua vida pelo alinhamento com suas paixões ou propósito e criar uma visão para o seu futuro
4. Transformação Tornar-se mais quem você realmente é ao revelar o seu eu autêntico e alinhar o seu ego com a sua alma
Domínio Pessoal 3. Autoestima Satisfazer suas necessidades de sentir-se bem consigo mesmo, gerenciar a sua vida e ter orgulho de seu desempenho
2. Relacionamento Satisfazer suas necessidades de pertencer e se sentir amado e aceito por aqueles com os quais você interage diariamente
1. Sobrevivência Satisfazer as necessidades fisiológicas e criar um ambiente seguro para você poder crescer

Veja também